O Último Pensamento Antes da Morte

16:16:00 Administrador 0 Comments



Segundo a Conscienciologia, toda a nossa manifestação é relevante e os pensamentos podem influenciar tanto na matéria quanto em dimensões mais sutis. Isso mesmo, o pensamento tem força. Dessa forma, segundo os estudos, ao pensarmos também manifestamos alguma emoção em conjunto com alguma potência de energia. O termo pensene (pensamentos + sentimentos + energias) é que descreve essa ocorrência que é praticamente ininterrupta em nós.

Mas o que isso tem relação com a morte?

O que poucas pessoas se dão conta é o papel das ideias e as conexões realizadas ainda que de modo inconsciente. Por exemplo, o último pensamento antes da pessoa dormir geralmente condiciona o tipo ou a natureza da experiência fora do corpo que está por vir. Por essa razão que não é recomendado ficar assistindo filmes de terror ou produções que tragam muita adrenalina antes do sono.

O último pensamento antes da morte é chamado de omegapensene e atua de modo similar ao exemplo acima. Isto é, ele tende a interferir e a encaminhar para onde a consciência irá no seu período entre as vidas humanas. Esse condicionamento do ambiente a ser sintonizado acontece durante toda a vida humana e pode ser reforçado antes da morte do corpo físico, também chamada de dessoma.

Essa é a relevância de estar atento aos pensamentos até mesmo nos momentos finais da vida humana. Alguém que seja um “malandro evolutivo” pode pensar até em programar uma fala antes da morte no intuito de se dar bem. Obviamente que se você passar a vida imerso na patologia não é o seu último pensamento que irá “salvar” sua consciência após a morte. Esse tipo de malandragem, obviamente, não reverbera e nem funciona.

O omegapensene não é uma matemática perfeita, mas é uma tendência. Portanto, uma pessoa pode desativar o corpo (dessoma) com alegria íntima e mesmo assim ir para em uma comunidade extrafísica doentia, até mesmo baratrosférica, em função de sua condição. O oposto também pode ocorrer. Só que a questão mais relevante aqui é que toda condição extrafísica, ou além da morte, pode mudar com o tempo. Ou seja, é possível dessomar depressivo e mesmo assim se mudar com o tempo para comunidades extrafísicas de algo gabarito mental.

Esse último pensamento não é o passaporte premiado ou uma “remissão de pecados”, mas em certos casos um fechamento em alto nível de uma vida vivenciada em maturidade.


E os pensamentos negativos antes da morte?

O omegapensene tende a ser patológico em função de várias razões e uma das mais fortes é o medo da morte (ou tanatofobia) que faz com que alguém que mesmo tendo vivido com alta cosmoética e deixando uma vida cheia de autoridade moral pode vacilar em função do temor de deixar de existir e do desconhecido propriamente dito. Essa angústia pré-morte não irá desfazer as boas ações da vida, mas é um empecilho para a lucidez extrafísica e até dificultador do auxílio dos amparadores, também chamados de mentores ou guias fora muitos outros nomes.

Eis outros fatores que podem acarretar um omegapensene indevido ou inconveniente, fora outros existentes:

Questões emocionais:

01. Mágoa.
02. Culpa.
03. Desilusão.
04. Medos.
05. Angústias.
06. Depressão.

Questões diversas:

07. Crenças religiosas
08. Sensação de incompletismo
09. Intenso assédio extrafísico
10. Apego a vida material
11. Negação e não aceitação.
12. Arrependimentos diversos.

A morte geralmente é vista como um evento traumático para a maioria das pessoas ao redor do mundo. Muitos tratamentos extrafísicos são direcionados para questões da morte ou dessoma. Raríssimos são os indivíduos que realmente estão prontos para essa passagem. Por mais experiência multidimensional que alguém tenha, no momento derradeiro da dessoma cada um reage intimamente de uma forma. Portanto, toda alteração emocional para o negativo nessa circunstância é compreensível e pode ter vários atenuantes.

No entanto, quantas pessoas antes da morte sentem forte gratidão ou senso de fraternidade? Consegue compreender a diferença de repercussão? Uma pessoa que carrega raiva de si e do mundo como base do omegapensene terá uma transição bem mais complicada. É improvável um ser egoísta usar a própria morte de modo assistencial. Afinal, cada um não pode dar o que não tem dentro de si.

Em casos de acidentes com dessomas inesperadas e muito rápidas ou na condição de inconsciência as ocorrências aqui citadas podem ser bem diferenciadas. Apesar de cada caso ser um caso, pense se o omegapensene no futuro será para você motivo de vergonha ou de satisfação.

Como você espera que seja o fechamento dessa vida?



Este texto traz apenas informações básicas.
Estude! Se aprofunde mais no assunto!
E não acredite em nada. Experimente!

Por Alexandre Pereira.


** Não entendeu alguma palavra? - GLOSSÁRIO.

0 comentários: