Técnicas da Conscienciologia para a quarentena do Coronavírus

12:43:00 Administrador 0 Comments



Atualmente é incalculável a quantidade de pessoas ao redor do mundo que está em quarentena em função da pandemia por coronavírus (ano-base: 2020). Em função de muitas pessoas estarem angustiadas e entediadas dentro de casa, segue abaixo 5 técnicas da Conscienciologia para você experimentar e se desenvolver. Afinal, se está de quarentena, não pode dar a desculpa de “não ter tempo”.

Aproveite esse período agregando algo de construtivo se for do seu interesse. Faça do tempo seu aliado ao invés de apenas gastá-lo em frente à televisão ou internet de modo descompromissado. Que tal um pouco de autoexperimentação e autopesquisa?

Observação pontual: As técnicas listadas a seguir estão dispostas de modo sintetizado e objetivo, mas para maior detalhamento e esclarecimentos o ideal é consultar os livros.


Técnica 1: Técnica da Madrugada.
Objetivo: Contato com os amparadores.

- Acorde de madrugada, em um horário confortável para você, durante três, cinco ou sete dias dependendo da complexidade do caso.

- Não ligue nenhuma luz forte ou não faça nada que deixe muito desperto. Ou seja, evite acordar e tomar banho, comer e coisas do gênero. De preferência, logo após o despertador tocar, já vá direto até a mesa ou local onde possa escrever de modo tranquilo.

- Exteriorize suas energias para o ambiente e instale o Estado Vibracional.

- Exponha mentalmente aos amparadores o problema para o qual a solução ainda não está clara.

- Anote sem censura ou correções, as inspirações úteis, clareando pontos obscuros que busca compreender.

- Prossiga fazendo o mesmo nos dias seguintes e, decorrido o prazo da técnica, releia todo o material que você escreveu durante os demais dias tomando as decisões cabíveis.


Técnica 2: Imobilidade Física Vígil.
Objetivo: Domínio do corpo e expansão parapsíquica.

- A Técnica da IFV consiste em ficar imóvel por 3 horas ininterruptas, sentado em uma poltrona, com as pernas estendidas sobre um apoio, olhando fixamente para um anteparo branco e liso, mantendo os olhos semicerrados.

- Somente a respiração natural é permitida, devendo-se evitar engolir e até mesmo piscar. Deve-se resistir a coceiras, tosse e à vontade de se mexer.

- Durante a realização da técnica pode-se refletir sobre questões pessoais de interesse, mobilizar energias conscienciais e explorar as parapercepções, desde que se permaneça imóvel. O relógio deve ser colocado fora do campo visual.

- O experimentador não deve se cobrir durante o experimento, para evitar estímulos adicionais sobre o corpo imóvel. Também é importante observar a colocação adequada dos travesseiros na poltrona e acomodação correta do corpo físico, a fim de evitar tensões musculares inoportunas ou mesmo problemas com a circulação sanguínea.

- Mesmo se não conseguir permanecer imóvel por 3 horas, não se deve esmorecer e se sentir incapaz. Muitas pessoas acabam gradualmente dominando o controle sob si mesmas até permanecerem todo o tempo previsto e, em algumas circunstâncias, podendo ter extrapolações parapsíquicas.




Técnica 3: Autorreflexão de 5 horas.
Objetivo: Entendimento profundo e tomada de decisões.

- Recolha-se em um local tranquilo, desligando-se do mundo exterior (incluindo aparelhos eletrônicos e internet), para refletir profundamente sobre o tema mais relevante e prioritário, em seu atual momento, durante 5 horas seguidas de modo isolado.

- Não faça nenhuma anotação durante essas 5 horas.

- Dia ideal: pode ser feito em qualquer dia, mas o ideal é domingo por não haver compromissos.

- Hora ideal: pode ser feito em qualquer horário, mas tendo como ideal das 7h às 12h da manhã, depois do terceiro sono.

- Local ideal: Local silencioso sem qualquer instrumento de ligação com o mundo exterior. A periodicidade ideal é fazer a técnica, no máximo, 1 vez por mês.

- Mesmo que aconteça devaneios, volte a refletir seriamente sobre o tema proposto até ao final do tempo mesmo que não haja mais nada o que refletir abrindo assim espaço para ideias e conexões ainda não feitas que podem ser inovadoras.

- Ao terminar anote tudo do modo como achar melhor.


Técnica 4: Respiração rítmica.
Objetivo: Experiência fora do corpo.

Agora que está com tempo, que tal investir em experiências fora do corpo (projeção consciente). Afinal, não vai ter que acordar cedo no outro dia e nem vai poder se justificar em função da “correria” do dia a dia. Entre as muitas técnicas projetivas da Projeciologia, segue a descrição da respiração rítmica.

- Quando você estiver de estômago vazio, isole-se em um quarto fechado onde não seja perturbado enquanto estiver praticando os exercícios. Fique desnudo ou use apenas roupas leves e folgadas. A sala ou quarto deve ter boa ventilação

- Sente-se com o tronco ereto em uma cadeira confortável ou poltrona. Conserve os braços estendidos ao longo do corpo e os músculos relaxados, sem mover os ombros. Esta é uma posição ideal para ser aplicada em algumas técnicas projetivas.

- Respire lenta e regularmente pelas narinas. Não respire pela boca nem com o tórax. Deixe o seu abdome se distender. Ao usar o diafragma para respirar, você distende pouco a pouco a parte inferior do tórax, e empurra as costelas inferiores para fora.

- Continue a encher os pulmões com ar e comece a encher as extremidades superiores dos pulmões, os ápices pulmonares, empurrando ainda mais para fora as costelas inferiores. Isso renovará o ar residual dos seus pulmões.

- Prenda a respiração por alguns segundos e, depois, expire pelas narinas, lentamente, forçando a saída de todo o ar, esvaziando completamente os pulmões, e contraindo ao máximo o abdome, como se desejasse fazê-lo tocar a coluna vertebral.

- Repita tudo o que foi feito, até aqui, 6 vezes, ou seja, 6 inspirações e 6 expirações consecutivas. Então, descanse, prendendo a respiração por alguns segundos, ou pelo tempo que você pode se privar de respirar sem provocar o mínimo de violência contra si mesmo.

- Continue os exercícios até que você durma, ou seja: respire tão devagar até que a sua respiração se torne quase imperceptível.


Técnica 5: Técnica do Cosmograma.
Objetivo: Aumento da erudição.

- O cosmograma é o recorte técnico de jornais, revistas e periódicos visando a ampliação e o entendimento do Universo, pela visão de conjunto (cosmovisão), a partir dos fatos e conteúdos publicados.

- Leia a matéria, recorte-a e coloque no rodapé os dados para o fichamento bibliográfico que faltam na página (edição, ano, entre outros).

- Taxonomia: escreva na matéria o principal assunto abordado.

- Arquive os recortes com o mesmo tema em uma pasta, preferencialmente em uma pasta L ou de escritório, acumulando vastas informações com o passar do tempo sobre essa temática.

- Inicia a “coleção” com temas que o interessem podendo expandi-lo indefinidamente.







Que todo confinamento, de uma forma ou de outra, o transforme em uma consciência melhor.



Este texto traz apenas informações básicas.
Estude! Se aprofunde mais no assunto!
E não acredite em nada. Experimente!

Por Alexandre Pereira.


** Não entendeu alguma palavra? - GLOSSÁRIO.

0 comentários: