7 razões porque não se evolui rapidamente

09:00:00 Administrador 1 Comments


Todos dizem buscar a evolução, mas poucos apresentam algum abertismo real. A melhoria de nossa consciência caminha a passos lentos e, ao que tudo indica, apenas seres altamente evoluídos evoluem de modo muito acelerado. Nesse sentido, responda as seguintes questões:

Você já identificou algo em si mesmo inadequado que gostaria de mudar? Quanto tempo levou para essa mudança?

Se o item em questão foi superficial ou mais simples as mudanças podem até ser mais rápidas. No entanto, se for algo mais íntimo ou estrutural quanto ao temperamento pessoal, por exemplo, essa renovação provavelmente será gradual ou beirando a paralisia. Você sabe o que fazer e ainda assim sente-se “correndo sem sair do lugar”?

Saiba que a evolução não precisa ser lenta dessa forma se você eliminar alguns “freios de mão” pessoais em sua jornada. Segue abaixo 7 razões, fora muitas outras não listadas, pelos quais a evolução segue em ritmo lento para que faça suas autorreflexões e mudanças se achar conveniente:


01. Ganhos secundários.

Uma das maiores causas de estagnação evolutiva reside na manutenção dos ganhos secundários. Ou seja, o indivíduo acaba escolhendo manter posturas prejudiciais e imaturas em função dos “benefícios” que consegue colher. Sabe uma pessoa que prefere manter a completa preguiça porque sabe que alguém fará seu serviço? Esse é um exemplo de ganho secundário. Vive-se do modo pior por julgar que assim tira vantagens ainda que desconheça o termo técnico. Se não fossem os ganhos secundários provavelmente se mudaria rapidamente ao descobrir um defeito ou trafar.

02. Não aprofunda a autopesquisa.

Uma pessoa com autoconhecimento débil tende a fazer mudanças superficiais. Isto é, quem sabe pouco de si mesmo entre os milhares de traços, tendências e potencialidades também desconhece as próprias ferramentas evolutivas que possui e, em muitos casos, lamentam das capacidades que julgam não ter. O movimento de auto-investigação bem realizada permite um diagnóstico preciso e direcional frente às renovações necessárias e inevitáveis. Ninguém muda sem saber o que precisa ser mudado.

03. O emocional é superior ao lado mental.

Apesar de toda clareza quanto ao que precisa ser mudado o que pode se tornar um grande entrave é justamente a exaltação emocional. Surgem desculpas, temores, receios e ansiedades por mudanças e foco nas possíveis dificuldades que podem acontecer. Ninguém precisa ser frio e sem emoções como um robô, mas o real problema reside na instabilidade dos sentimentos e emoções. Onde o emocionalismo impera a racionalidade é mera subalterna.

04. Desconstrução de hábitos e compulsões.

A tendência humana é criar hábitos e se acomodar neles agindo no piloto automático. Essa postura é boa em diversos contextos mais se tornam empecilhos quando se almeja mudanças. A desconstrução de certas posturas começa inicialmente na parte mental e leva tempo até a reeducação se concretizar. A compulsão é um hábito negativo onde se obtém algum ganho secundário. Ainda que essas posturas sejam antigas, requer desprendimento emocional para abrir mão do ultrapassado em favor do que é novo e melhor. Todo hábito pode ser desconstruído.

02. Julga-se incapaz.

O condicionamento mental é uma das maiores forças de nossa natureza íntima. Quem pensa que será difícil ou fracassará já está em “maus lençóis”, pois criou para si mesmo limites e barreiras que impedem o avanço. Enquanto o pensamento não for modificado não há modo de reverter a situação por ser algo de foro íntimo. Não espere que um ser altamente evoluído apareça e faça você acreditar em si mesmo de modo mágico. Sem autoconfiança até o possível parece improvável.

06. Não atua com vontade e dedicação.

Uma pessoa com vontade forte ou inquebrantável faz as renovações que precisa, seja como for ou quando for. Todas as reciclagens pessoais são possíveis desde que haja persistência. Aliás, persistência é uma palavra-chave. Entretanto, boa parte das pessoas desanima ou desiste na primeira dificuldade. Nos dias atuais há muitas pessoas mal acostumadas que querem tudo de modo rápido e imediato e desconhecem o verdadeiro significado da dedicação. Toda mudança é um processo que requer dedicação. Como avançar desistindo fácil?

07. Culpa e medos diversos.

Quando se muda a renovação é nítida para os outros. Por isso, muitos temem a rejeição ou mesmo a ridicularização de pessoas próximas, pois toda mudança, mesmo sendo legítima, incomoda quem está acomodado. Nesse ponto, é comum a emoção da culpa como se a mudança íntima fosse uma atitude equivocada e quase criminosa no meio social. Isso sem contar o medo do novo e do desconhecido que gera pavor em multidões ao redor do mundo. O medo e a culpa são nocivos enquanto não forem anulados.


A melhor mudança vem acompanhada de uma vivência livre de dependências, medicamentos e outras muletas nesse processo. Se no seu caso sente que não é capaz de fazer por si mesmo pode ser necessário alguma terapia ou apoio externo. Entretanto, vale seguir o modo mais difícil e concreto baseado na disciplina, força de vontade, tolerância à frustração, entre outros.

Você realmente quer mudar?
Ou te falaram que você precisa mudar?


Este texto traz apenas informações básicas.
Estude! Se aprofunde mais no assunto!
E não acredite em nada. Experimente!

Por Alexandre Pereira.


** Não entendeu alguma palavra? - GLOSSÁRIO.


Um comentário: