7 Razões para Não Beber

15:40:00 Administrador 0 Comments



"Meio litro de álcool faz do cientista mero subumano."
Waldo Vieira.


O objetivo desse texto não é criar regras de comportamento sobre o que pode ou não pode tomar. Quem diz o que é "sagrado" ou "profano" é sua própria consciência. Seja qual for a sua escolha ela tem um peso que você terá de arcar. Os itens aqui expostos apenas apresentam uma abordagem objetiva e direta sobre alguns motivos para considerar o uso regular ou esporádico do álcool ao mesmo tempo que se investe na evolução pessoal.


Razão 1: “Diminui a lucidez”.


A bebida alcoólica altera a lucidez para pior. Há multidões de pessoas que buscam diminuir sua cognição numa tentativa inútil de fugir da realidade e amenizar sua problemática pessoal. Mas baixar a lucidez nunca foi uma atitude inteligente (ainda que o pretexto de beber seja por alguma celebração). Tudo que reduz sua forma de agir e se manifestar deve ser analisado com critério e cautela.

- Questão autorreflexiva: Porque você gosta de perder a lucidez?


Razão 2: “Predisposição para acidentes.

Tudo que afeta e distorce a lucidez pode causar lesões leves e insignificantes ou até mesmo a morte biológica (dessoma). As pessoas continuam bebendo mesmo sendo comum a morte relacionada com a ingestão alcoólica, ou mesmo tendo papel indireto como, por exemplo, quando associada com a direção perigosa que pode fazer inúmeras vítimas. Há uma tolerância social indefensável quanto ao álcool e seus malefícios.

- Questão autorreflexiva: Você não se importa em se colocar em risco?


Razão 3: “Porta aberta para o assédio.

É possível dizer que ninguém bebe sozinho. Ou seja, há sempre companhias extrafísicas doentias e assediadoras junto nesse processo. O vício na bebida torna o "companheiro de copo extrafísico" como um amigo íntimo aos moldes de amizades ociosas e deletérias. Quem bebe está abrindo fissuras imensas para a intrusão de processos graves de obcecação.

- Questão autorreflexiva: Quais perdas evolutivas você já teve em função da bebida?


Razão 4: “Dependência química.

Muitas pessoas acabam por se afundar na bebida ao ponto de gerar uma dependência. Cabe lembrar que todo vício é um processo inesperado, pois o usuário nunca pensa que irá acontecer com ele. Em todo caso é sempre melhor prevenir do que remediar e evitar problemas desnecessários é forma de inteligência evolutiva. Todo dependente foi um imprudente um dia.

- Questão autorreflexiva: Qual o seu nível de predisposição aos vícios?


Razão 5: “É uma droga.

Você pode argumentar o que quiser a favor das bebidas alcoólicas, mas seja como for é uma droga. Mesmo que seja comercializada (lícita) e menos potente que outras drogas, ainda sim é droga. O consumo na gravidez, por exemplopromove um círculo vicioso ao feto que terá consequências variadas quanto a parte cognitiva ou cerebral. A banalização desse tipo de consumo piora as condutas evolutivas simplesmente por não assumir que droga é droga.

 - Questão autorreflexiva: Você não se importa em ser envenenado se o gosto do veneno for agradável? 


Razão 6: “Deterioração de neurônios.

Toda bebida destroi neurônios. Dependendo da bebida é destruído mais ou menos, mas os efeitos negativos sempre ocorrem. Se você pensa em trabalhar nessa vida com processos mais intelectuais é preciso ponderar sobre seu consumo. A bebida também altera os batimentos cardíacos fora uma série de outras modificações somáticas dependendo do indivíduo. 

 - Questão autorreflexiva: Piorar o próprio corpo é algo aceitável para você? 


Razão 7: "Afeta o sono e as projeções.

Há estudos mostrando que o álcool produz um sono sem sonhos e, provavelmente, interferindo nas próprias experiências fora do corpo em função da baixa lucidez e alteração física. O álcool atrasa o início do sono REM (com movimentos oculares rápidos) e bagunça todo o funcionamento orgânico.

 - Questão autorreflexiva: A qualidade do sono interfere em sua vida diária?


Como já foi dito, o objetivo aqui não é dizer o que você pode ou não fazer. As bebidas alcoólicas acompanham a humanidade desde sempre e tem uma enorme influência ao longo da história. Cada um é responsável por seus atos e tenha ciência de que não é um tema banal o uso de substâncias classificadas como drogas leves. 



Este texto traz apenas informações básicas.
Estude! Se aprofunde mais no assunto!
E não acredite em nada. Experimente!

Por Alexandre Pereira.


** Não entendeu alguma palavra? - GLOSSÁRIO.


“Site destinado aos textos do autor sobre a Pesquisa da Consciência ao longo de mais de 20 anos de estudo. Todo conteúdo é fruto de OPINIÕES PESSOAIS servidas à moda da casa. Não acredite em nada, nem mesmo no que está escrito aqui, e tenha suas experiências pessoais.”

0 comentários: