7 razões porque você não sai do corpo

09:00:00 Administrador 1 Comments


A experiência fora do corpo (ou projeção consciente) não é um fenômeno comum. Estima-se que menos de 2% das pessoas tenha tido uma experiência real ao longo da vida. Existem muitos motivos pelos quais tão poucas pessoas conseguem alguma vivência nessa área. Entretanto, cabe frisar que sair do corpo não é uma ação destinada apenas para pessoas evoluídas ou especiais, nada disso. A própria ignorância sobre o assunto é determinante para o mesmo e o descaso com a projeção é milenar. 

Razão 1: “Leva uma vida atribulada”. 

Uma das principais razões dificultadoras na era moderna do desenvolvimento projetivo é levar uma vida atribulada e cheia de preocupações, tarefas e inconstâncias diversas. Some isso a uma vida tumultuada pelo traço da desorganização para potencializar a ineficiência. Uma rotina útil que englobe horários mais fixos para a alimentação, sono e exercícios físicos fazem muita diferença para práticas onde detalhes importam muito. Entretanto, você não precisa se isolar no alto das montanhas para ter condições adequadas, pois qualquer pessoa é capaz de se desenvolver com certa dose de vergonha na cara. A inconstância crônica desfavorece.

- Questão autorreflexiva: Sua vida é mesmo agitada ou até que ponto você não quer ter oportunidade? 


Razão 2: “Não aplica técnicas projetivas”.

Apenas a intenção de ter experiências extracorpóreas não é o suficiente para vivenciá-las. Uma pessoa pode desejar ter boa memória e nem por isso ficará boa no assunto. Se você não aplica técnicas projetivas não terá resultados. Ponto. Eventualmente, de tempos em tempos, pode até ter umas experiências isoladas que não resolvem as necessidades evolutivas e nem o capacitam a fazer pesquisa multidimensional. No livro Projeções da Consciência, por exemplo, há inúmeros relatos onde se levou algumas horas de dedicação até a saída lúcida do corpo. Tem dias que é fácil mais quase nunca gratuitamente.

- Questão autorreflexiva: No último ano quantos dias você efetivamente aplicou alguma técnica para sair do corpo? 


Razão 3: “Falta definir metas e objetivos”.

Sem interesse ou motivação ninguém faz nada bem feito. Afinal de contas, para quê se esforçar diariamente sem ter um objetivo em mente? Isto é, sem a definição clara do que pretende fazer durante o estado projetado fica difícil se animar para tal empreitada multidimensional. Esse papo de sair só para dar uma volta, ver como é o “outro lado”, entre outros não convence nem o mais autocorrupto. Sem um alvo que realmente seja motivador você vai levando os dias e quando percebe já passou um mês inteiro sem nenhuma vivência lúcida. Cabe lembrar que metas e objetivos duvidosos quanto à ética (cosmoética) também atravancam o processo.

- Questão autorreflexiva: O que você mais gostaria de fazer fora do corpo? 


Razão 4: “Utiliza aparelhos eletrônicos no quarto”.

O quarto de dormir ideal (ou alcova blindada) é aquele onde existe a menor interferência possível. Os aparelhos eletrônicos possuem certo campo magnético que podem atrapalhar desde o sono até a rememoração em si. Deitar com um computador ligado, por exemplo, gera inúmeras complicações com efeitos indesejados. Assistir filmes na cama também não é uma boa ideia pelas evocações e energias que ficam no ambiente. Quarto é um local destinado para a projeção e para a vida sexual do casal e tratá-lo como sala ou escritório faz do ambiente uma “praça pública” sem qualquer defensividade energética. Nem é preciso comentar sobre o hábito moderno de ficar navegando pelo celular deitado na cama.

- Questão autorreflexiva: Seu quarto é um local neutro? 


Razão 5: “Não admite seus medos”.

Uma forma de bloquear a projetabilidade é se guiar pelos instintos e emoções que trabalham no processo de sobrevivência pessoal. Ou seja, se defende automaticamente de tudo que possa ter algum perigo. O medo da morte (ou a tanatofobia) é um gargalo gigantesco para as projeções conscientes, afinal qual é o evento que está mais perto da morte? Justamente a projeção consciente. Não enfrentar seus próprios medos e querer ser um projetor veterano é se autoenganar em um caminho não muito evolutivo. O medo bloqueia tudo.

- Questão autorreflexiva: Quais seus maiores medos ao se perceber fora do corpo? 


Razão 6: “Existência de bloqueios energéticos e psicológicos”.

No quesito projeção lúcida não se deve menosprezar a existência de bloqueios energéticos, de caráter totalmente pessoal, que atuam como um “freio de mão”. Certos bloqueios gastrointestinais estão entre os piores dificultadores, talvez até mais que questões na própria cabeça. No quesito psicológico entram os condicionamentos mentais onde você afirma e programa para si mesmo tudo o que você vai conseguir ou falhar: “não sou bom na projeção”, “sair do corpo é difícil”, “não vou conseguir”, entre outros pensamentos. Muitos não conseguem ir até o fim devido às próprias autossabotagens.

- Questão autorreflexiva: Você está com algum bloqueio energético cronicificado? Acredita em si mesmo? 


Razão 7: “Dificuldade de memória e rememoração”.

Um cérebro físico treinado e aperfeiçoado auxilia a consciência em todas as questões da vida, especialmente no que tange aos processos de memória projetiva. Para uma boa rememoração dos eventos extrafísicos não é preciso uma supermemória, mas é necessário tem um mínimo de capacidade recordativa. Trazer as informações do paracérebro do psicossoma (ou do corpo astral) para o cérebro físico pode ser rápido e instantâneo ou lento e incompleto. Cabe ao projetor qualificar sua atenção e memorização ao máximo desde que não gere estressamentos psicológicos.

- Questão autorreflexiva: Ao acordar você se lembra de se lembrar? 

Existem muitas outras razões, além das 7 aqui listadas, pelos quais as pessoas não tem experiências fora do corpo de modo lúcido. Entre outras causas é possível listar rapidamente algumas que influem de alguma forma e, dependendo do caso, podem impedir a projeção: preguiça, pessimismo, medo do novo (neofobia), descontrole emocional, carência sexual, entre outros.

Este texto traz apenas informações básicas.
Estude! Se aprofunde mais no assunto! 
E não acredite em nada. Experimente! 

Por Alexandre Pereira.

** Não entendeu alguma palavra? - GLOSSÁRIO.


Um comentário:

  1. Lá no extrafísico existe bilhões de consciência extrafísicas a se perguntarem: porque não tenho um corpo? Quando oberei um corpo?

    Saímos do corpo para descobrirmos que, aqui nesta dimensão, temos mais é que ficar no corpo.


    ResponderExcluir