7 razões para não ser desorganizado

13:00:00 Administrador 3 Comments


A auto-organização é a organização existencial a partir da sua consciência, aplicada em todos os setores da vida humana. Seja qual for a idade é importante o indivíduo ir assentando aos poucos seu nível de organização até que possa, naturalmente, atingir graus mais elevados de desenvolvimento. Entretanto, é importante salientar que essa organização está bem distante da patologia do perfeccionismo. Seguem abaixo 7 características da desorganização e as razões para reciclar esse traço:

Razão 1: “É o caminho mais rápido para o incompléxis.”
Se o seu objetivo na vida é fracassar com excelência, a desorganização é uma ótima estratégia. Ou seja, não basta ter megatrafores expoentes se não souber conjugá-los de modo qualitativo. A organização é traço fundamental que evita entropias e predispõe para a supervisão extrafísica em diversas equipes de trabalho. Como exemplo, pense em duas pessoas semelhantes, de trafores aproximados, das quais uma tem boa organização e a outra é altamente desorganizada: qual delas tem maiores chances de ter uma vida frutífera e chegar ao completismo? Geralmente pessoas mais organizadas são mais eficientes e melhores, ainda que sejam menos talentosas.

- Questão autorreflexiva: Se você pensa em evoluir mais rápido, já cogitou em qualificar a disciplina mental ou auto-organização?


Razão 2: “É forte atravancador de gescons.”
A desorganização é promotora de diversas frustrações intelectuais. Ter muitos recursos, ideias, informações e captações múltiplas requerem gerenciamento para promover uma produtividade relevante. Nessa era da fartura muitos se sentem ansiosos e perdidos sem saber por onde começar uma gescon. Ou seja, a problemática é de ordem interna e, dessa forma, pode ser corrigida e lapidada visando à assistência interconsciencial. Por mais que um amparador inspire e energize cabe somente a você a tarefa de organizar-se de modo eficiente. Os amparadores investem e “fazem força” com muitas pessoas que, quando muito desorganizadas, não podem corresponder com gescons à altura. Desorganização inviabiliza gescons.

- Questão autorreflexiva: O objetivo de produzir gescons é um motivo razoável para tratar da desorganização?


Razão 3: “É um mantenedor do subnível.”
Ser desorganizado é uma boa forma de não evoluir. O subnível, ou o desempenho fraco perante as próprias capacidades, é conseqüência básica do ser desorganizado independente da sua evolutividade. Se você faz pouco e está incomodado com isso é porque, de alguma forma e em alguma instância, há algum desvio na proéxis pessoal. Num planeta tão carente e tão empobrecido consciencialmente como o nosso é triste toda constatação de quem pode fazer mais e escolhe viver realizando pouco. Há muitas consciências milionárias de informações que vivem o escasso como rotina e tem as futilidades como os maiores valores.

- Questão autorreflexiva: Você é o tipo de pessoa que não se esforça mas vive exigindo da multidimensionalidade?


Razão 4: “É um redutor da lucidez.”
A bagunça do ambiente desfavorece a pensenidade mais límpida e gera indisposição e desconforto emocional, ainda que inconsciente. Entretanto, muitos ainda se questionam se a desorganização ambiental influi na autolucidez. De fato há consciências capazes de se desligar de tudo e serem altamente concentradas, independente de onde estejam, mas o melhor lugar, a princípio, é o que não atrapalha. Um local otimizado favorece até a conexão extrafísica com menor interferência e serve de prevenção contra bagulhos energéticos desconhecidos e perturbadores. A desorganização como conduta-padrão já deixa explícito que a lucidez já está reduzida de algum modo e em algum nível.

- Questão autorreflexiva: Você banaliza as ocorrências que podem reduzir a própria lucidez?


Razão 5: “É um impedidor da rotina útil.”
A holomaturidade acaba naturalmente trazendo o assentamento das rotinas úteis que permitem uma atividade mentalsomática contínua. A desorganização já predispõe a dispersão crônica, a preguiça e a inconstância nos mais diversos casos. A rotina útil é um tipo de inteligência evolutiva, por permitir a organização de horários, planilhas e objetos de acordo com seus objetivos pessoais ao invés de viver apenas de modo instintivo, somente de acordo com a demanda, sem maiores comprometimentos com a assistência ou com a extrafisicalidade. Dessa forma, quem apenas se deixa levar pelo rolo compressor da vida humana geralmente só consegue refletir profundamente sobre a vida depois da dessoma.

- Questão autorreflexiva: Qual a sua realidade: vida sem rotina, rotina enfadonha ou rotina útil?


Razão 6. “É uma porta aberta para o assédio.”
Normalmente quem é desorganizado possui uma série de estressamentos desnecessários e evitáveis ao longo da vida. A pressa, o desgaste e a entropia acabam fazendo parte dos rastros deixados por onde o indivíduo passa e deixa enormes brechas (ou fissuras) para assediadores extrafísicos. É mais fácil perturbar uma pessoa centrada ou alguém com a vida bagunçada? A pessoa desorganizada facilita o trabalho das consciexes perturbadas e perturbadoras. Ou seja, ter o hábito da organização favorece, a rigor, o equilíbrio holossomático onde o padrão básico é homeostático.

- Questão autorreflexiva: Você já percebeu alguma ocorrência em que o assédio extrafísico utilizou-se da sua desorganização?


Razão 7. “É uma janela fechada para o amparo.”
Não é de se estranhar que a desorganização seja uma boa desculpa para justificar o baixo desempenho pessoal. Os amparadores geralmente aparecem quando criamos ambiente para alguma finalidade cosmoética. Obviamente, não se pode afirmar que apenas pessoas organizadas tem amparo extrafísico, mas, no entanto, a desorganização cria limites ou barreiras até onde o amparo pode interceder. Importante salientar que os amparadores trabalham conosco em função de nossas qualidades e a organização é traço conjugado que não pode ser desprezado. Você consegue desorganizar o que antes estava bom?

- Questão autorreflexiva: É possível executar uma proéxis avançada, de cunho multidimensional, sem o traço da organização?


A auto-organização começa pela disciplina
da preguiça.” - Waldo Vieira


Esse texto traz apenas informações básicas.
Estude! Se aprofunde mais no assunto!
E não acredite em nada. Experimente!

Por Alexandre Pereira.







3 comentários:

  1. Por que vc usa palavras que ficamos sem saber o que é (tais como proéxis ou gescons ou consciex e outras)? Isso é chato para quem não tem conhecimento.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com a Adriana! Texto muito bom, mas técnico demais até mesmo para ser compartilhado.sugiro que coloque o significado destas palavras para que o leitor se habitué e entenda.

    ResponderExcluir
  3. Quase todos os grandes homens do séc xxi eram bagunceiros

    ResponderExcluir